A ida a Marrocos foi algo pouco planeado e o budget para compras não era muito. Mas havia algo que já me tinham alertado e que é a realidade dos mercados Marroquinos – nada se compra sem regatear, nada! E valeu me muito esta dica, acreditem.

Praticamente todos os Souks de Marrakech permitem que se regateie, e isto acaba por ser mais do que uma permissão – é uma obrigação! E isso fez com o que está nesta imagem não tenha custado nem 400 dihrams – ou seja, nem 40€! 
Seria impossível ir a Marrocos e não trazer algumas coisas comigo. Trouxe especiarias e chás, que não estão na imagem, mas tinham que vir também as pulseiras de prata (1€ cada), uma pashmina (10€) e, o tão famoso, óleo de Argão (10€). Claro que o resto veio por acréscimo: um Óleo de massagem com propriedades terapêuticas (8€), uma essência de jasmim e um cesto óptimo para a praia (10€), cheio de lantejoulas prateadas, mesmo a fazer desejar os dias de praia! 
Marrocos é daqueles locais óptimos para nos perdermos nas compras. Tudo é apelativo e diferente do que vemos por cá. E podermos regatear até ao nosso preço é algo que, embora se estranhe ao início, facilmente lhe tomamos o gosto!