Com o terminar do Alive, há é que pensar nos festivais que se seguem. 
Não vale a pena dizer o quanto adorei o concerto de Paramore, até porque pelo último post, facilmente se percebe que iria adorar! Só me surpreenderam pela positiva e fiquei feliz de ver que cativaram muitas pessoas pelo recinto.
Mas agora é tempo de seguir em frente. E qual é o próximo? Super Bock Super Rock.
Apesar de não haver um cartaz que me seduza na totalidade este ano, acho que este é o festival que está com um cartaz mais equilibrado. Irão passar pelo Meco nomes como os Arctic Monkeys, The Kooks, Portishead, Arcade Fire, Brandon Flowers, The Strokes, Beirut… Alguns são estreia por cá, mas outros irei ter o prazer de os ver pela segunda vez.
Se este festival pecou o ano passado pela mudança de local, esperamos que este ano as condições estejam melhores. Diz-se que existiram melhorias (principalmente nos acessos e acampamento) mas é só com o passar das edições que se irá perceber o que está mal e onde remediar.
Mas com a época dos festivais é importante o que vamos levar na nossa mala. E não falo das roupinhas que isso já nós conhecemos de trás para a frente… Mas sim daqueles pequenos detalhes que por vezes nos esquecemos e nos fazem tanta falta! Pela minha experiência, resolvi mostrar-vos aquilo que (na minha opinião) não nos podemos esquecer e aquilo que não devemos nunca levar para um festival de verão.
O que devemos levar sempre connosco:
1. Toalhitas – são as nossas melhores aliadas. A higiene nos festivais de verão, não é tão “decente” quanto aquela que temos em casa diariamente… E quando não há alternativa, as toalhitas tornam-se uma enorme ajuda!
2. Medicamentos – nunca sabemos quando é que uma dor de cabeça poderá atacar ou mesmo uma dor de barriga, já que as porcarias que se comem nestes dias são mais que muitas! 
3. Sapatos confortáveis – as Hunter são exemplo disso. Não são dos sapatos mais baratos, i know, mas é só para exemplificar que nos festivais de verão a melhor escolha passa sempre por sapatos confortáveis. Queremos estar sempre bonitas, é um facto… Mas não vale a pena ficarmos aflitas dos pés ou estarmos desconfortáveis.
4. Desinfectante para as mãos – na altura daqueles vírus todos que andaram por aí, abasteci-me destes desinfectantes e habituei-me a levá-los para os festivais. São óptimos para juntar ali às toalhitas e ajudarem na higiene.
5. Collants – nunca se sabe como estará a noite e no caso de arrefecer, nada como vestir uns collants debaixo dos calções e ficamos logo mais quentinhas!
6. Fruta – muuuuuita fruta! Normalmente estes festivais têm sempre pequenos mercados ou praças por perto e há a possibilidade de termos fruta fresca todos os dias. Evita comer-se porcarias e mantêm-nos bem alimentadas.
7. Chapéu – podem estar muito na moda estes chapéus de palha, mas é certo que para os concertos ao final da tarde fazem muita falta! Nem que seja para evitar aqueles escaldões teimosos no nariz! 
E aquilo que nunca devemos levar connosco:
1. Vestidos longos – fica super giro, eu sei… Mas não queremos andar a limpar o chão do recinto… Até porque não é algo que normalmente esteja muito limpo!
2. Sandálias – queremos chegar com os pés intactos a casa. Evitamos ficar com os pés todos massacrados e sujos até mais não… E estragar as sandálias? Não compensa!
3. Malas boas – well, no fundo, nada que seja realmente bom ou que tenhamos estima. Não é a nossa vida de dia-a-dia, os cuidados não são os mesmos e há uma enorme probabilidade de as coisas não voltarem no mesmo estado. Não vale a pena estragar as coisas de maior valor ou que mais gostamos. Solução? Não as levar, é simples.
Todas as coisas que levamos para a praia devem ir connosco e nunca me canso de reforçar a protecção solar! Encham-se de protector não só na praia, mas também no recinto. Parecendo que não, aqueles concertos ao final da tarde também precisam de uma protecção solar na pele… Por muito pequena que seja. Mas protejam-se!
E não façam como eu que resolvi deixar a almofada em casa no meu primeiro Sudoeste. Andar uma semana a dormir em cima de uma toalha de praia é para lá de desagradável! 
E vocês, que levam nas vossas malas festivaleiras? O que é essencial e não podem nunca esquecer-se? E o que nunca levariam?
Partilhem comigo para eu não me esquecer de nada por casa! 
EDIT: Quando falei das Hunter é apenas como exemplo de algo confortável a calçar. Eu também opto mais por uns vans ou por uns all stars velhinhos. O importante a retirar é o calçado confortável e não o facto de serem galochas ou ténis.