O tumblr consegue mostrar-nos coisas que nos deixam logo a pensar… E encontrei um recheado de coisas que todos deveríamos fazer before we die. Desde conhecer inúmeras cidades, a fazer tatuagens, a tanta coisa relacionada com amor, surge-me esta: conhecer os meus amigos online. E o pensamento imediato foi logo aqui o cantinho.
Nas entrevistas que tenho visto por aí a bloggers, há uma pergunta que é feita inúmeras vezes: qual a melhor coisa que o teu blog te trouxe. A minha resposta seria automática: uma amizade que se transpôs para o dia-a-dia e que é tão real como qualquer amizade feita sem ser online. 
O estigma de ter amigos online é grande, e até é compreensível. Mas quando criamos um blog, expomos um bocadinho de nós e mostramos aquilo que somos todos os dias. E parecendo que não, acabamos por conhecer um pouco da pessoa que está por trás daquele blog que visitamos todos os dias. Há certos pormenores que nos levam a criar uma imagem e, no fundo, a conhecer a pessoa. Se se partilham interesses, gostos, opiniões, surge aquilo que é a tal amizade cibernética. Se é mais ou menos verdadeira que uma amizade feita na escola, no trabalho, seja onde for, não sei. Mas não acredito que deixe de ser amizade por isso. Os valores estão lá, a confiança, a compreensão, a partilha de interesses… Tudo. E os blogs trazem-nos isso, essas relações de proximidade com alguém que se identifica connosco. 
O malmequer não tem os 9 meses que mostram na página principal. Tem quase 4 anos de existência e algumas leitoras que acompanharam grande parte dessa jornada… E parecendo que não, é muito tempo para se conhecer alguém. Para saber quais são os seus gostos, quais as suas reacções face a certos eventos, quais as suas opiniões sobre as mais diferentes temáticas. Para nos identificarmos com alguém e para termos vontade de conhecer mais a outra pessoa.
E foi isso que aconteceu. Não vale a pena dizer que foi X ou foi Y, não precisamos disso. Mas há muito que queria escrever isto aqui, e mostrar que não precisamos de grandes festas e de grandes publicidades para sentir que a amizade já vai muito além deste mundo de blogs, que já não é o que era… E fico tão feliz de olhar para os últimos meses e saber que foi muito bom ter-vos conhecido pessoalmente. De já termos partilhado tantos almoços, tantos jantares, tantos chás, concertos, compras e cumplicidade. Porque é isso mesmo que nos une: a nossa cumplicidade. E acreditem ou não, uma amizade que começou em comentários nos blogs umas das outras, culminou em encontros semanais obrigatórios. Nem que sejam de 2 horas apenas para desabafar de tudo o que nos preocupou nessa semana.
Porque vocês têm sido mais do que eu algum dia vos podia ter pedido – e mesmo não precisando de dizer quem vocês são ou de enumerar os blogs – hoje apeteceu-me dizer ao mundo (e mesmo que seja só ao mundo blogueiro…!) o quão bem vocês me fazem. E o quão feliz me sinto ao saber que tomámos todas a decisão acertada ao permitir-nos entrar nas vidas umas das outras. 
Esta é uma das coisas que posso riscar da lista de coisas a fazer before I die: meet my online friends. E fico tão feliz por tê-lo feito.