A verdade é que tinha escrito um texto imenso sobre o meu ano de 2011. Sobre tudo o que vivi, mês por mês… Mas estava demasiado extenso e com muita coisa que não interessa relembrar. E agora que chega mais um ano, há é que guardar as coisas boas e esperar que 2012 só traga coisas melhores ainda! 
Para mim, será um ano decisivo e de mudanças. Se isso é bom ou não, só o tempo o dirá. Mas para já, parece-me começar num bom caminho. Já surgem pequenas mudanças que tornam os dias bem mais agradáveis. E valeu a pena começar o ano com estas lindas coroas na cabeça! 
Guardem as melhores memórias de 2011 e relembrem-nas com um sorriso na cara. As piores memórias também são para ser guardadas, mas como motivo de crescimento e prova de que isso só nos torna mais fortes. Tratem de lutar pelos vossos sonhos e não se fiquem pelos pés no chão. Permitam-se sonhar e lutar pelo impossível. E claro, espero que não se tenham esquecido das passas às doze badaladas, dos doze desejos (ou só um em grande – como eu faço) e da entrada com o pé direito. Pode ser superstição… Mas nunca fez mal a ninguém!
Desejo-vos um óptimo 2012, cheio de sucesso a todos os níveis e com tudo o que me mais desejam.