Nesta notícia da revista Sábado, a o título aparece como “Victoria Beckham sensual poucos meses depois de dar à luz” e com estas fotografias:

E isto deixou-me com a pulguinha atrás da orelha. 
Já não é a primeira vez que toco neste assunto e, inclusive, já peguei nele para falar de meninas bem apreciadas pela blogosfera, como a Alexa Chung ou a Olivia Palermo. Mas o que é que há de sensual nestas fotografias? Nesta magreza extrema? Sim, ela recuperou muito rapidamente a sua forma e voltou a ser esquelética. Isso é de reparar e até motivo para ser comentado… A expressão corporal tem o seu toque de sensualidade, mas uma mulher sem curvas, dificilmente me dá a imagem de sensualidade. 
Eu não sou magra. Nunca o fui e sei que nunca serei esquelética… E nem é por isso que acho isto muito pouco sensual. Mas uma mulher com um corpo definido, com algo aprazível ao olhar, não é muito mais sexy do que isto? Ou estarei eu enganada…?
Faz-me uma certa confusão que a mentalidade dos dias de hoje encare isto como a beleza extrema e a venda aos sete ventos. E faz-me mais confusão ainda como isto é aceitável e tido como modelo para tanta gente. Não é. Pelo contrário… É pouco saudável e, visualmente, nada atraente. 

Tags