Sim, já são oito anos de Malmequer. Desde o começo do blog no Sapo até à plataforma atual, já foram muitas as realidades, muitos os conteúdos e muitos os temas. A verdade é que mantenho o mesmo amor pelo blog e, mais do que nunca, sinto que estou a fazer o que realmente gosto.

Nem sempre é fácil e foram oito anos de algumas aprendizagens. E decidi partilhar convoso oito coisas que aprendi em oito anos de blog:

1. // A ser resiliente. Aprendi a lidar com a frustração e a perceber que não tenho que ser sempre perfeita. Tenho que dar o meu melhor – porque o faço em tudo. Mas se não resultou hoje, amanhã há-de resultar. Amanhã faz-se melhor, porque a vida não é só isto.

2. // Que é normal não estar sempre ‘no topo’. Não ter sempre mil ideias, achar que está tudo a correr mal, que os conteúdos não chegam, que não têm interesse. É normal. E o importante, aí, é parar e dar tempo ao tempo, porque…

3. // … a pressão de ter um blog não pode dominar a minha vida. Quando deixamos de fazer as coisas por ‘amor à camisola’ mas fazemos porque têm que ser feitas. E nota-se quando isso acontece. Mais vale desligar uns dias, ganhar inspiração e depois voltar em grande! Tudo ao meu ritmo – que é sempre o melhor para mim.

4. // Que não me posso guiar pelos números. É verdade que quem trabalha connosco quer saber de números. Mas, acima de tudo, aprendi que me sinto mais realizada se me focar na qualidade do meu trabalho. E se isso me trouxer mais seguidores, melhor ainda. Mas – como em tudo o resto na minha vida – aprendi que a qualidade supera a quantidade.

5. // As comparações são inúteis. De nada serve olharmos para aquela blogger e invejar isto, ou olhar para a outra e pensar que não temos aquilo ou que ela é melhor que nós a fazer algo. Não serve de nada. Quanto muito serve de aprendizagem. Porque, na verdade, somos todos únicos e as comparações, na maioria das vezes, só servem para me desmotivar.

6. // Nem todas as pessoas se aproximam pelas melhores razões. O mundo da internet é vasto. E há sempre quem se chegue a nós com segundas intenções. E aprendi que há que saber seleccionar com quem me quero dar, com quem me faz bem, com quem eu sei lidar… Porque também aprendi…

7. // … que há quem me valorize e reconheça mais do que aquilo que eu penso. E mesmo quando eu acho que o trabalho não está no seu esplendor, há sempre alguém que me crítica construtivamente ou que me dá aquela palavra que faz a diferença. E claro, porque em oito anos de blog muitas amizades boas surgiram daqui. E isso faz-me muito feliz.

8. // Que só há uma fórmula milagrosa para ser blogger: ser fiel a mim mesma. Porque é a única forma de eu fazer o que gosto e dar o máximo de mim. E sei que é assim que eu estarei orgulhosa do meu trabalho e do que tenho criado até hoje.

E aprendi que é muito muito bom ter-vos desse lado. Ter quem se identifique com o que eu escrevo diariamente. Obrigada por estarem aí, ao fim de tantos anos. E Parabéns Malmequer. <3