Há mais ou menos um ano, os Journeys da Mango iam buscar uma das minhas it girls favoritas: a Leandra Medine. Se, para mim, ela simboliza o epítome da pinta em Nova Iorque, a Jeanne Damas é o seu equivalente em Paris! E perceber que a nova edição desta rubrica da Mango é com ela foi entrar num mundo encantado onde tudo me faz sentido.

Olá Jeanne Damas, olá pinta parisiense!

A Jeanne é uma das Mango Girls com mais pinta e com quem mais me identifico. Instagrammer francesa que viaja sempre com uma máquina analógica atrás (same here!) e que rumou ao norte da Europa durante um fim-de-semana. Numa viagem à Escócia, a Jeanne Damas vive uma experiência de oito momentos diferentes, onde está impecável em todos eles. É incrível como as miúdas parisienses têm uma pinta quase inata, que lhes é característica estejam onde estiverem. E se durante anos e anos a Brigitte Bardot ou a Jane Birkin eram os exemplos fulcrais da elegância parisiense, sinto que a Jeanne é uma continuação da intemporalidade do estilo da cidade da luz.

E confesso, embora não consiga ter esta pinta da Jeanne Damas, trazia mesmo muito destas coisas para o meu armário. Estou a adorar esta vibe de bombazine, os blazers e os cachecóis axadrezados, as malhas com o ar mais confortável e quentinho eveeeer e até, quem sabe, um sailor cap!

A Jeanne e a Mango. - Malmequer

Três, dois, um… Estou a correr para a Mango. Envio-te a conta a seguir, Jeanne?

(E sim, continuo a achar que a Mango está a bater, aos pontos, a maioria das nossas queridinhas de fast fashion. Uma reviravolta incrível nestes últimos anos! Well done!)