Antes que me digam que é uma praia secreta e que não deve ser publicitada na internet, sejamos honestos: há muito que a Praia da Ribeira do Cavalo deixou de ser deserta ou secreta. E o que é bonito merece ser partilhado.

Além da sua beleza – que é totalmente inegável – quero falar-vos desta praia porque, para mim, não foi fácil mentalizar-me que iria para lá. O convite surgiu de uns amigos mas a minha ansiedade deixou-me em pânico por saber que iria ter que descer por entre as rochas para chegar até à praia.

Sim, têm que descer por entre as rochas. Não há cá caminhos de madeira, escadas ou acessos facilitados. Aqui não é possível descer de chinelos nem com a mobília toda às costas. É para ir de ténis nos pés e o mais confortável possível.

Mas não é o fim do mundo. Por entre caminhos de terra batida e rochas (algumas bem polidas e escorregadias) só há uma coisa a ter em mente – um verdadeiro conselho de mãe: ter muita atenção a onde se põe os pés. E depois, chegando lá abaixo, aproveitar a praia!

Não é – de todo – deserta. É uma praia a uns 45 minutos de Lisboa mas que já foi descoberta por toda gente. Arriscava a dizer que, por metro quadrado, tem mais gente que a Praia de Carcavelos. Mas eu percebo o hype e porque lhe chamam as Maldivas de Portugal. Descer a arriba é ficar totalmente maravilhada com a vista para a praia… O mar de azul gradiente, as rochas e os barcos que ali passeiam… É linda!

E vale a pena a escapadinha e toda a descida até lá – mesmo que a ansiedade diga que vão cair, porque não vão. Mas levem mantimentos porque não há nada na praia.