No começo de outubro, estava eu prestes a embarcar para a minha viagem com a Primark – literalmente, estava no aeroporto! – quando a Marisa da Sienna me mandou uma mensagem. Não foi a primeira e não será garantidamente a última, mas foi das mais especiais.

As mulheres curvilíneas da Sienna. - Malmequer

Embora já tenha algumas peças Sienna, a Marisa queria saber que tamanhos de roupa eu habitualmente uso. E apesar de eu achar que estas coisas dos tamanhos são apenas números ou letras nas etiquetas, ainda existe um grande pudor em falar sobre o assunto e quase que é tabu fazer-se estas perguntas. E, por isso mesmo, eu sabia que esta mensagem não era uma qualquer.

As mulheres curvilíneas da Sienna.

A preocupação da Marisa seria perceber que tamanhos vestiriam as mulheres que podiam ser suas clientes mas que não têm um corpo esguio. Ou seja, mulheres que têm uma figura semelhante à minha e com um corpo mais curvilíneo. E tudo isto apenas com uma preocupação: tornar as suas coleções seguintes cada vez mais inclusivas e disponíveis para ainda mais mulheres.

As mulheres curvilíneas da Sienna. - Malmequer

E claro que há mulheres que vestem tamanhos maiores que os meus e que, provavelmente, não conseguirão vestir as peças da Sienna. Mas saber que existe esta preocupação pelo lado da criadora das peças, deixou-me a sentir um carinho ainda maior pela marca – e pela Marisa. Claro que a minha curiosidade com a coleção Mixed ficou super aguçada. E estava desejosa que chegasse o dia em que a iria ver. De tal forma que nunca pensei que fosse vidrar tanto num vestido e dizer logo “este é meu!”.

Aconteceu com este azulinho Self Love, que tem mulheres curvilíneas nuas como padrão. A ilustração é da incrível MariaLaura Fedi – que têm que conhecer – e que resultou em dois vestidos que são mega lindinhos. E no qual eu me sinto tão mas tão confortável. Por tudo: pelo vestido em si, pelo que ele representa e pelo cuidado que eu sei que a Marisa teve com esta coleção.

É claro que as Zaras e as Mangos desta vida nos terão sempre como consumidoras e com o foco maioritário das tendências. Mas comprar de marcas nacionais terá sempre um impacto muito maior – para nós, consumidoras, e para quem cria as peças. E existem um leque de marcas nacionais das quais nunca me cansarei de falar e de mostrar às minhas pessoas – onde a Sienna já está a 100% inserida. Por isto e muito mais.

Obrigada Marisa. ❤️

Tags