Os últimos dias têm sido de ronha. Se por um lado ando numa correria, por outro, quando paro, só quero é descansar. Deitar cedo, mesmo que o adormecer seja tardio, e devorar séries e filmes no iPad. Sinto que andava mesmo a precisar disto. 
E com isso, hoje trago-vos duas sugestões que já foram mais do que faladas, mas que não podia evitar de dar o meu parecer.
Já meio mundo falou d’A Gaiola Dourada  e do The Bling Ring, mas se ainda não os viram, podem tratar de procurá-los porque valem bem a pena.
A Gaiola Dourada foi vista no cinema – que já está em exibição há mais de mês e meio! – e valeu todos os cêntimos gastos. Como a maioria deve saber, é um filme que retrata a vida de uma família emigrante em França que, depois de anos com uma vida estável, vê a hipótese de regressar a Portugal. Está a ser super aclamado nacional e internacionalmente, com uma boa realização e prémios merecidos. Não é um filme com grandes diálogos nem com grande argumento. No entanto, é leve e prende-nos ao ecrã muito facilmente.
Tem um elenco fabuloso, com caras que são mais do que conhecidas na nossa praça. Posso dizer-vos que me ri uma boa parte do filme – mas eu adoro a Maria Vieira que, apesar de ter um papel secundário, dá para umas óptimas gargalhadas! 
E acreditam que até saí de lá a querer treinar o meu francês…? Logo eu que sempre quis foi deixá-lo para trás! Talvez esteja na altura de explorar mais uma língua…!

Já o The Bling Ring foi visto em casa – as maravilhas da internet – e esta há muito ansiosa por vê-lo graças à Steph do Chez Noelle que falou imensas vezes dele!
Não podemos esperar que seja um filme do ano ou que seja a próxima maravilha do mundo – não é. Mas sendo de uma realizadora que eu admiro muito, a Sofia Coppola – que realizou alguns dos meus filmes favoritos – tinha de o ver. Como já vem sendo hábito, traz, novamente, uma fotografia e uma banda sonora fabulosas! As músicas são perfeitas e tão adequadas a cada parte do filme. Acabar com Rich Kids do Frank Ocean, não podia ser mais adequado (se não conhecem, corram para o youtube!).
É baseado em factos reais e retrata a vida de um gang que decide viver a vida à grande, assaltando casas de famosos, recheadas com o bom e o melhor. Mas não esperem que seja um filme de luxo, em que tudo quanto é sinónimo de fortuna é elevado a mil, não é bem isso que irão encontrar. Mas sim, miúdos sedentos de mais, de fama e de vontade de fugir à regra. E também não pensem que Emma Watson é a protagonista, porque não é. Tem um óptimo papel, mas a Katie Chang, essa sim, merece toda a spotlight deste filme!
Além disso, podia dar-vos um só motivo para verem este filme: Gavin Rossdale – vocalista dos Bush e marido da minha so loved Gwen Stefani, FYI.
Aproveitem a ronha do fim-de-semana e sigam as minhas sugestões! Querem dar-me as vossas para ver este fim-de-semana?