Como escrevi no post da semana passada, ando cada vez mais atenta à decoração de espaços de trabalho. Cada vez mais procuro agências, estúdios, lojas só pela sua decoração, pelas originalidade e pelo seu toque pessoal. Talvez por sempre ter tido apenas a hipótese de trabalhar em escolas ou consultórios, nunca pensei muito no local de trabalho ou na possibilidade de o personalizar… Talvez agora as os planos mudem ligeiramente.

Confesso que sempre tive alguma curiosidade em como seria trabalhar a partir de casa. O facto de poder criar o meu próprio espaço de trabalho e de o ter a meu gosto sempre me suscitou curiosidade. E foi nesse sentido que andei a procurar e a inspirar-me nos últimos dias.

Trabalhando em casa, o espaço teria que…:
// Ser recheado de detalhes brancos – lá está, nada de novo para quem conhece a rubrica de decoração do Malmequer. Uma secretária branca dá-me sempre a sensação de espaço mais limpo, mais arrumado e mais organizado. Pode ser uma disparate, mas para mim, é meio caminho andado para querer ter tudo mais direito.
// Ter espaço para os detalhes pessoais – não sou a maior fã dos quadros de cortiça, mas o certo é que são óptimos para colocar fotografias, apontamentos, notas, recordações… Para manter sempre um pouco do que é pessoal por perto. E se não quiserem que o espaço de trabalho seja invadido pela vida privada, pode ser sempre útil para construir moodboards!
// Ter um calendário de ardósia – desde que abrimos o projecto Maria Cenoura numa loja física e pintámos uma parede com tinta de ardósia, que fiquei fã deste método! É fácil de construir e é muito útil para um calendário mensal, para anotar projectos e deadlines a cumprir. E chegando o fim do mês é só limpar e construir o do novo mês – simples!
// Claro, ser bonito e elegante – quem é a mulher que não gosta de cuidar das suas coisas? E claro, até no local de trabalho quero ter elegância e um toque mais feminino. Flores, velas, detalhes dourados e fotografias inspiradoras são requisitos obrigatórios! E claro, o tão desejado iMac.
E vocês? Podendo trabalhar a partir de casa, o que valorizariam mais no vosso espaço de trabalho pessoal?