Divorce é a continuação da vida da Sarah Jessica Parker nos ecrãs das nossas televisões, com a casa HBO atrás de si. E tenho que confessar que, para mim, é-me muito complicado afastá-la da imagem Carrie Bradshaw que eu tanto adoro… Não porque esta seja pouco, mas porque o Sexo e a Cidade foi enorme, não é?

Numa noite sem sono – e de muita procrastinação – dei por mim em modo binge watching a dar uma oportunidade a esta nova série. Aqui, ela é Frances, uma mulher de meia idade que vê o seu casamento por um fio, após uma epifania no aniversário de uma das suas melhores amigas. E uma coisa é certa: vão escolher lados. Ou ficam com a Frances ou com o seu marido, Robert.

Se é um SATC? Não… É uma série que mostra uma Sarah Jessica Parker mundanda, do nosso dia-a-dia e totalmente desprovida do glamour que nos habituámos nela. É tudo o que a Carrie não foi, uma mãe que vive nos subúrbios e que a vida não é tão perfeita. É crua e, por vezes, disruptiva. Mas agarra – a mim já me agarrou!

Preciso de mais. Quero ver mais. Quero personagens com personalidades mais vincadas, com um divórcio mais acérrimo, com mais surpresas. Não estou viciada mas estou a desejar mais episódios. Já alguém por aí começou a ver?