Cátia Dias // Debora Rosa
Por muito que eu apregoe que não há corpos feios e que todas temos direito a sentirmo-nos bem no corpo que temos – que vistamos o 32 ou o 42 – há que conhecer bem o corpo em que vivemos e perceber o que é que nos fica bem ou mal. Na verdade, podemos usar tudo aquilo que quisermos desde que nos sintamos confortáveis. Mas há peças que, simplesmente, não nos favorecem. E por muito que eu goste, o vinil não é para o meu tipo de corpo. 
Ao passear pela Mango do Chiado, com a Eduarda, apercebi-me que é uma das tendências mais fortes deste ano e que há peças mesmo giras com este tecido – com o preto e o encarnado a liderar os tons. Esqueçam a mentalidade que tínhamos há uns anos e que associávamos este tipo de peças a uma vertente mais sluty. Hoje em dia é tendência e há coisas bem giras que se podem usar. Olhem só o exemplo da Cátia e da Débora, aqui em cima, de calças de vinil e a rocká-las nas horas! #iwish
Na impossibilidade de usar umas iguais – hello, huge thighs! – acho que me vou render a um casaco ou até àquelas jardineiras. Há sempre opções, para todos os corpos. Pode não ser beeeem aquilo que queríamos – porque eu queria mesmo era sentir-me confortável numas calças ou saia deste tecido – mas há várias opções para arrasar! E prova disso são estes cinco exemplos:
Todas as peças Mango, excepto as botas – Bershka