I

Instagram: será que as tendências valem a pena?

Pelo Instagram... - Malmequer

A pausa forçada no Malmequer deixou alguns conteúdos meio que em atraso… Um deles é este. Pensei nele no começo de agosto e estou a publicá-lo a meio de agosto – mas até lança um bom mote numa discussão que tem existido nos últimos tempos. Afinal, serão válidas as tendências que vão aparecendo no instagram?

E pergunto isto porque a Xana lançou este tema há umas semanas e tenho pensado nele… A minha conta bancária não é infinita – infelizmente! – e enquanto existirem contas para pagar não posso ceder a tudo o que me aparece no feed do Instagram. E don’t get me wrong, amava poder fazê-lo. Mas aprendi a viver em constante projeto pé-de-meia (ainda se lembram dele?) e a resistir às instagram temptations!

Instagram trends.

Mas vamos por partes. O que tenho eu visto no Instagram e que me tem apaixonado?

As carteiras de missangas

Tudo graças à Shrimps que lançou estas fofinhas e que foram logo replicadas por tudo quanto é loja de fast-fashion. A nossa queridinha Mango tem lançado várias que me deixam muito tentada porque são bem diferentonas e tão giras. Dá para resistir? (Spoiler: tem que dar!).

O padrão leopardo

Anos e anos depois, o padrão animal voltou. Teve o seu ponto alto, tornou-se meio brega, usámos em acessórios e agora voltamos a querer usar. Seja na mítica midi-skirt, nos vestidos ou nas camisolas, o padrão leopardo chegou para ficar. E com ele veio o de cobra, também… Just wait for it.

Os búzios e conchas

(quase) 15 anos depois fui recuperar o colar de búzios que usei até à exaustão na minha adolescência. É-me muito especial – era do meu avô, passou para a minha mãe, andou perdido no fundo da Lagoa de Albufeira e foi-me passado em mãos. Talvez por isso, mesmo depois da adolescência, nunca me desfiz dele. E confesso que é uma tendência à qual me rendi com todo o coração.

Mas será que vale a pena investir em tendências que vemos apenas pelo Instagram?

Que nos enchem o feed e nos deixam a desejar ir correr às lojas? O meu conselho é o mesmo de sempre: olhem para o vosso armário e pensem no vosso gosto pessoal. Nada do que qualquer perfil do Instagram vos diga pode ser mais acertado do que o vosso gosto pessoal.

Se, à partida, serão tendências que irão durar a vida? Provavelmente não. Mas se é algo que podemos usar mais do que uma temporada, então vale a pena investir. Eu sei que vou usar a saia leopardo além deste verão – prova disso são uns sapatos da Zara com este padrão, que tenho há anos e dificilmente me verei livre deles porque os uso imenso! Mas será que vou usar a mala de missangas além deste verão? Se continuo na dúvida é porque a resposta será não – e assim sendo, não compensa a compra!

Avaliem o vosso gosto pessoal, o que já têm no vosso armário e o saldo na conta bancária. O Instagram não é tudo e o nosso gosto está acima de qualquer tendência.

CategoriesSem categoria
  1. Joana Costa says:

    Acho que depende um bocadinho se combina com o nosso estilo pessoal. Eu por exemplo sou uma rapariga que, principalmente no Inverno ando muito de preto, por isso acho que sou capaz de comprar uma peça com padrão de animal. Como também comprei alguns acessórios o ano passado em vermelho- que continuo a adorar. Além de que as modas vão e voltam, por isso se comprar uma peça leopardo talvez daqui a 5 anos volte a utilizar (como com os teus sapatos). Agora, por exemplo as malas de missangas não me vale a pena comprar porque não combina nada comigo.
    Infelizmente o instagram, blogs e o youtube leva-nos talvez a uma maior tentação, que temos de contrariar através do conhecimento do que nos fica bem, do que combina com o nosso estilo, do que é uma modinha de 1 mês…
    Beijinhos, e desculpa pelo comentário grande
    Joana
    Novo Post- Curly Hair and Lipsticks

  2. Mafalda says:

    Não podia estar mais de acordo – e adoro comentários grandes! 🙂
    Acima de tudo, esse é o ponto essencial. Olharmos para o nosso armário e para o que usamos no dia-a-dia e perceber se estas tendências encaixam no nosso padrão. Se sim, então é de apostar! Se nos faz pensar duas vezes, talvez não seja a melhor escolha!

    Beijinhos!

  3. Ana Rita Ferreira says:

    Ainda bem que a tendência leopardo está de volta! Pessoalmente, não sou grande fã de roupas com este padrão – meio brega, como disseste – mas há uns anos hesitei em comprar umas botas leopardo, arrependi-me e agora folgo em saber que a tendência voltou e que poderei comprar umas do estilo das que queria.
    Em relação aos colares de conchas: yes, yes, yes! Apesar da Chiara nos ter incentivado este verão, são acessórios que usaremos sempre todos os anos – é seguir o exemplo da Maria Guedes (aka Stylista. E o mesmo acho das pulseiras em macramé. Acessórios que gritam juventude e diversão.
    Um big no para as malas de madeira/vime, bolsas de missangas e bolsas transparentes. Perdem a piada muito depressa. E os cycling shorts, please, que seja só uma tendência que só as grandes influencers usem e que isso não se propague pelas lojas.

  4. Liliana says:

    Não poderia concordar mais Mafalda !
    As cestas comprei e é uma tendência que sei que verão após verão usarei de uma maneira ou de outra, mas isto é um exemplo.
    O leopardo a prova é que continuo com um casaco de há uns 5 ou 6 anos atrás e sei que voltarei a usar, agora no outono mais que nunca, já que o padrão voltou a estar em alta.
    O mesmo sentimento tenho em relação às mesmas malas de missangas… Gosto imenso mas ser que passa deste verão?
    Beijinho

  5. Ana says:

    Acho também que é muito importante termos em conta o nosso planeta: quer queiramos quer não, a moda causa muito desperdício, provoca muita poluição (e nem vou falar da exploração de mão de obra). Sei que só compra quem quer, mas a verdade é que o instagram incentiva o consumismo. Eu ando numa de usar o “reducitarianismo” no mundo da moda (além da alimentação). Adoro ver, adoro comprar. Mas penso duas vezes, sempre. Evito estas tendências temporárias e opto por peças mais intemporais, e com boa qualidade para que durem anos. São mais caras, mas valem a pena pela sua durabilidade. Beijinhos

  6. Mafalda says:

    Ana,

    Totalmente de acordo.
    Ainda hoje troquei umas mensagens com uma menina no instagram por isso mesmo. Vivemos na era do consumismo e, muitas das vezes, esquecemo-nos da exploração laboral e ambiental que estamos a alimentar com esta compra desenferada e esta vontade louca de estarmos dentro das tendências.
    É uma questão super pertinente e, sem dúvida, que me sinto muito nesse mood também! Obrigada pela tua reflexão! <3

  7. Mafalda says:

    Liliana,
    É isso mesmo.
    Se percebemos que são tendências que usamos e que gostamos ano após ano, que não compramos apenas porque ficará bem no feed do instagram, então vale a pena. É um exercício de consciência que temos que fazer e, no final do dia, ficar em paz com as nossas decisões!

    Beijinhos!

  8. Mafalda says:

    Ana Rita,
    Tudo tudo tudo certo! Acima de tudo é isso: perceber o que se encaixa no nosso gosto e no que devemos ou não apostar.
    As malas de vime, por exemplo, eu adoro. Mas acho que já é de família porque a minha mãe também tem uma valente colecção… Mas lá está: há uns três/quatro verões que as uso. Sei que vou dar uso. Já as de missangas… tenho as minhas dúvidas – embora as ache super giras!

    Obrigada pelo teu comentário! <3 Beijinhos!

Comments are closed.