Tudo começou com este post da Ana do Mashnotes – que se não conhecem, não sabem o que estão a perder. A discussão baseava-se em duas séries distintas mas com o mesmo fundo: uma americana engraçada em busca do amor, onde a Ana defendia a série New Girl e a Maria defendia a Mindy do The Mindy Project. Ri-me imenso com o post e identifiquei-me com imensas coisas que elas por lá partilham. Resultado: The Mindy Project – tenho de te devorar… perdão, ver!

Depois de ter visto todas as temporadas de New Girl, confesso que estava um pouco do lado da Ana e torcia pela Jessie e o seu cantarolar em tudo. Mas tenho de vos confessar que nunca devorei 24 episódios de uma série tão rapidamente. Ok, há que assumir que o facto de estar de férias e de serem episódios de 25 minutos ajuda, é verdade. Mas em três noites vi a temporada t-o-d-a de The Mindy Project.

Então a série trata da vida amorosa de Mindy Lahiri, uma obstetra com o típico estereótipo de mulher para estas séries: solteira, à procura do homem perfeito, com amizades desde a faculdade, a precisar de perder uns kilinhos, louca por tudo quanto é comédia romântica e com aquele colega de trabalho que é podre de giro mas que lhe faz a vida negra. Vaidosa até dizer chega, sempre de iPhone em punho e passeia imensas vezes uma Birkin vermelha. Mas acreditem, é o suficiente para vos roubar umas imensas gargalhadas.

Se não ficaram convencidos, vejam a apresentação que vos deixo embaixo. Se mesmo assim ainda precisam de mais motivações: James Franco na temporada 2 que estreia daqui a um mês, chega?