Por aqui, o fim-de-semana teve direito a quatro dias. Graças ao feriado quinta-feira, aproveitei para gastar um dia de férias para ter um fim-de-semana mais extenso e pôr o descanso em dia. E como o fiz? Enrolada na mantinha, de chá na mão e comando pronto para mexer na Netflix.

Feriado no sofá? Yes, please! - Malmequer

Aproveitei para pôr as duas séries do costume em dia: Riverdale e Anatomia de Grey. Não consigo seguir mais nenhuma série de 40 minutos, mas estas as duas são quase religiosas, passem os anos que passarem. Mas já que falamos do que ver na caixinha mágica, trago-vos algumas recomendações dos últimos tempos.

Elite

Disponível na Netflix.

Sim, também eu me rendi à série espanhola. Já há umas semanas, por acaso, entrei na Netflix no dia em que a série chegou à plataforma. E devorei-a em 2 dias! Pensem em Gossip Girl com How to Make a Muderer – é a Elite. Com alguns dos atores que entram em La Casa de Papel, esta série tenta resolver um homicídio que aconteceu em pleno ambiente escolar. Tem apenas oito episódios que se devoram num instantinho tal não é o suspense!

Queer Eye

Disponível na Netflix.

Lembram-se de, há uns anos, existir um programa na Sic que se chamava Esquadrão G? O seu programa original chama-se Queer Eye e teve agora um remake feito pelo Netflix com duas temporadas. Confesso que as devorei às duas há uns meses já mas não consigo deixar de vos recomendar a série. Se querem uma série levezinha, que podem ver enquanto estão a fazer qualquer outra coisa e que têm o seu quê de emotivo, esta é a série indicada. Cinco homens que pegam em pessoas e as remodelam. Tratam da casa, cabelo, roupa, hobbies… Tudo para os fazer mais felizes. E é impossível não adorar todos os cinco – especialmente o Antoni!

Sierra Burgess is a Loser

Disponível na Netflix.

Vamos entrar nos filmes. Eu sou uma sucker for teen dramas! Não sei se já o tinha assumido aqui mas é um facto… Sejam séries de adolescentes, filmes em escolas, etc, eu adoro! E tenho devorado alguns destes filmes. O Sierra Burgess Is a Loser foi um deles – que fala de um amor de adolescentes que começa por causa de uma mentira. Mas tenho que confessar que um dos pontos altos do filme – e que me fez sentir com 15 anos novamente! – chama-se Noah Centineo e guess what…

To All The Boys I’ve Loved

Disponível na Netflix.

… também aparece neste filme! Também um teen drama, fala de uma rapariga que escreve cartas a todos os rapazes que já amou. Só que tem azar e as cartas acabam por ser mesmo entregues a todos. Claro que se chateia com uns, se apaixona a sério por outros e o filme dá toda uma volta. Mas, i mean… É tudo tão cute e tão bom para desligar as ideias por uma hora e meia. Daqueles filmes que sabe mesmo bem ver!

Mas neste fim-de-semana longo também houve A Star Is Born no cinema – e ainda me estou a recompôr do choque emocional que isso foi! – e The Good Place, uma série daquelas super levezinhas de 20 minutos por episódio, que nos deixam logo bem dispostas!

Na lista está Maniac, Dinastia e o remake da Sabrina. E claro, agora que já entrámos em novembro, já posso ver Love Actually de forma interminável certo? Depois do Halloween já é quase Natal, tenho justificação!