– É normal que nem tudo nos agrade e que não nos identifiquemos com tudo. Não podemos agradar a gregos e a troianos.
– E também é normal que certas coisas não nos caiam no goto e nos façam torcer o nariz. É fácil achar que x ou y caiu no ridículo – mas também é fácil acharem o mesmo sobre nós.
– Não tem mal nenhum ceder a modas e ir com a maré. Não vale a pena criticar apenas porque meio mundo já tem ou quer aquela peça maravilhosa que toda gente fala.
– Mas também não há mal nenhum em querer ser um niquinho original.
– Inspirarmo-nos em algo que vimos por aí é normalíssimo.  No fundo, não é o que todas fazemos? Eu mesma inspirei-me neste post da Kate!
– Mas lembrem-se inspiração não é cópia, que isso sim é uma coisa muito feia.
– É normal haver 50 posts sobre a mesma coisa. Quando seguimos um tipo específico de blogs não podemos esperar artigos completamente dispares.
– Melhorar o português e tentar escrever de forma correcta e coerente nunca fez mal a ninguém…!
– Não tem mal fazer posts com fotografias do instagram. É uma óptima saída à falta de inspiração e não somos todos um bocadinho viciados na aplicação…?
– E também não tem mal que o enchamos com fotografias do pequeno almoço, do almoço e do jantar. E das flores que o namorado deu. E do gato a dormir. E da nova edição da Kinfolk. De todos os clichés. So what?
– É normal sentir uma pontinha de inveja quando vemos que as outras meninas recebem produtos para experimentar e nós não. Afinal, quem é que não gosta de uns bons free goodies?
– Tal como também faz parte querer aquela maquilhagem cara que a blogger y falou. Se calhar até nem nos falta… Mas parece tão gira e fica-lhe tão bem…!
– Não faz mal criar amizades fora deste mundo blogueiro… E é normal que se fale desta ou daquela blogger. – E que nem sempre se fale bem, não sejamos hipócritas.
– Mas é muito feio expor as falhas dos outros por aqui. No fundo, sempre fomos ensinados que quando não gostamos “deixamos à beira do prato”. Mais uma vez, não podemos agradar a gregos e a troianos. E quando não gostamos, o botãozinho com o X, lá em cima, faz maravilhas!
– Mas também não tem mal nenhum quando nos mantemos fieis à nossa essência.

E isto tudo porque cada vez mais gosto deste cantinho como ele é e pelo que ele é. E por ser um espelho do que eu sou – either you like it or not.