O Dona Graça. - Malmequer

No começo deste mês, surgiu o convite de ir conhecer um dos novos espaços de alojamento em Lisboa: os apartamentos Dona Graça. Confesso que quando penso em noites fora de casa, idealizo sempre férias fora da cidade — nunca pondero ficar por perto e sair da rotina. Talvez pelo conforto da proximidade ou a sensação de que não estou bem de férias sinto que quase que não vale a pena. E como estava tão redondamente enganada.

Embora tenha sido apenas uma noite, com trabalho cedinho na manhã seguinte (com direito a reunião mensal de apresentação de resultados na agência), acordei com aquela sensação de estar relaxada, sabem? E não que isto não aconteça em casa. Mas sinto que, aos domingos, tenho sempre algo por arrumar, algo por limpar — acabo por não desligar e não descansar para ganhar forças e enfrentar a nova semana.

O Dona Graça. - Malmequer


O (encanto do) Dona Graça.

Claro que, acabando o fim-de-semana no Dona Graça, isto mudou por completo. Aproveitei para fotografar alguns conteúdos mas, assim que as fotos estavam editadas, desliguei. Servi-me do vinho que o espaço oferece à chegada e do delicioso queijo que tinha à minha espera, e fiz uma maratona de Anatomia de Grey — que, confesso, estava atrasadíssima e pareceu-me apenas a desculpa perfeita para apanhar todos os episódios pendentes. E o espaço pede muito a isso mesmo. Além de que, dormir nestas camas é sempre saber que o conforto está assegurado. Uma boa dose de almofadas, um edredão bem quentinho e uma cara bem fresquinha pela manhã!

Graça, isto mudou por completo. Aproveitei para fotografar alguns conteúdos mas, assim que as fotos estavam editadas, desliguei. Servi-me do vinho que o espaço oferece à chegada e do delicioso queijo que tinha à minha espera, e fiz uma maratona de Anatomia de Grey — que, confesso, estava atrasadíssima e pareceu-me apenas a desculpa perfeita para apanhar todos os episódios pendentes. E o espaço pede muito a isso mesmo. Além de que, dormir nestas camas é sempre saber que o conforto está assegurado. Uma boa dose de almofadas, um edredão bem quentinho e uma cara bem fresquinha pela manhã!

Situado bem bem no coração de Lisboa, na Graça como o nome indica, o Dona Graça está totalmente remodelado mas mantendo todas os traços e pormenores de uma tradicional casa lisboeta. Fiquei num dos apartamentos com vista para a piscina e regalei-me com os turistas que, em pleno mês de abril, estavam a vibrar com o nosso sol Lisboeta. E tenho que confessar que imaginei que daqui a uns meses irei invejar muito aquela piscina. Imaginem: uma piscina num pátio super giro, em pleno mês de agosto, sem sair do centro da cidade… É de invejar, não acham?

O Dona Graça. - Malmequer

Com três pisos e vários apartamentos por piso, o Dona Graça está todo ele super bem decorado (num misto de detalhes modernos e peças tradicionais portuguesas), com todas as comodidades que precisam para uns dias de descanso. Já para não falar no staff incansável que até me trouxeram o pequeno almoço mais cedo para eu poder sair a horas de ir trabalhar — pequeno-almoço esse com direito a pasteis de nata quentinhos, deixado num saco de sarja à porta do quarto. A fofura!

Confesso que, mesmo sendo no centro de Lisboa e tendo dificuldade em desligar e aproveitar, estou seriamente a ponderar reservar um fim-de-semana em pleno verão. Tanto quanto sei, o espaço tem apenas um ano mas a lotação tem sido quase completa nos últimos meses. Portanto… Não sei se não é de ponderar já a reserva — porque sim, fiquei mesmo a pensar naquela piscina em plenos dias de verão!


Obrigada pela estadia, Dona Graça. E que seja para voltar em breve. <3