comer-em-lisboa

Não é novidade que comer fora e conhecer novos espaços é capaz de ser dos meus planos favoritos. Arrisco dizer que boa parte do meu orçamento mensal é gasto nisso mesmo. Adoro pegar nos meus amigos, juntá-los à volta de uma mesa e conhecer novas comidas e novos restaurantes. E, felizmente, Lisboa está cada vez mais bem recheada no que toca à restauração!

Nas últimas semanas, conheci alguns sítios novos que merecem ser partilhados. E com o fim-de-semana à porta, que tal pegarem no telefone, ligarem às amigas e marcarem um jantar? Qualquer uma destas sugestões vai ser bem aceite, acreditem em mim.

#1. // Gourmet Experience no ECI.

O sétimo piso do El Corte Inglés está totalmente renovado – e muito bem renovado. Um conceito inovador, tornou o último andar do shopping numa verdadeira experiência gourmet, onde combinam uma vista única da cidade com diferentes propostas gastronómicas de autor. São seis os chefs que se juntam e criam sete restaurantes diferentes: o Tasca Chic (tradicionalmente português mas com o toque do Avillez) e o Jacaré (um carnívoro vegetariano, onde há opções para todos) pela mão do José Avillez, o Balcão (cozinha tradicional mas inspirada no aconchego das tabernas portuguesas) do Henrique Sá Pessoa, o Poke (os tradicionais pokes havaianos) do Chef Kiko, o Cascabel (a verdadeira comida mexicana com uma alegria e um espírito inconfundível!) do mexicano Roberto Ruiz, o Atlántico (com inspiração marítima, onde se saboreia a verdadeira comida galega) do Pepe Solla e, por último, o Imanol (a fusão da comida tradicional basca com as novas tendências) do Aitor Ansorena.

Todos eles apresentam propostas diferentes, pratos diferentes e conceitos diferentes. Tive a oportunidade de experimentar um pouquinho de cada um e garanto que a escolha é difícil – porque são todos muito bons! Mas se tiver que escolher, opto pelo Cascabel (que tem um cocktail de camarão maravilhoso!) e pelo Poke (que só recomendava umas doses um pouquinho maiores).

Mas não fica por aqui. O Club Gourmet também está totalmente renovado (e de se perder a cabeça!) e chegaram espaços imperdíveis: a Nanarella, a Godiva, a Landeau, a Alcoa e até a Dammann Frères! Opções não faltam!

#2. // Supper Stars x Sagres Bohemia.

Na semana passada, em véspera de feriado, jantei em óptima companhia em casa d’A Melhor Amiga da Barbie a convite da Sagres Bohemia. E porquê? Porque a marca juntou-se à Supper Stars para proporcionar experiências incríveis diretamente de vossa casa. Eu explico como…

Numa junção perfeita, terão um chef na vossa cozinha a preparar um verdadeiro banquete gastronómico, em par com as cervejas Bohemia. A ideia será criar vários pratos que fazem o match perfeito com cada uma das diferentes cervejas, quase como numa harmonia intrínseca. Tudo isto confeccionado com os melhores produtos, pelas mãos dos melhores chefs e sem qualquer tipo de preocupações. Só precisam de abrir a porta umas horas antes, relaxar e esperar que os vossos amigos cheguem a casa.

Para esta acção, a Supper Stars juntou 10 diferentes chefs que construíram 10 menus, todos eles com uma base de 35€ por pessoa. Nós tivemos a nossa refeição construída pelo chef Pedro Viana, que é exímio nos alimentos que usa na sua cozinha. O menu foi especial para a nossa noite, mas podem ver aqui todos os menus criados em especial para esta colaboração. É, sem dúvida, uma experiência que vale muito a pena ter com os vossos amigos!

 #3. // A Oficina do Duque

É incrível como, depois de décadas a viver Lisboa, ainda há cantos da cidade que me são totalmente desconhecidos. Chegar à Oficina do Duque proporcionou-me isso mesmo: conhecer ruas e escadas pelas quais nunca tinha passado… E ali tão perto das zonas onde costumo ir.

Pela mão do Chef Rui Rebelo, o espaço está totalmente renovado e transformou-se em algo que traduz muito a sua identidade. E junta o melhor dos dois mundos: a banalidade e o requinte. Com uma cozinha totalmente aberta, podemos ver tudo o que se passa lá para dentro e todo o processo de confecção dos pratos que vêm para a mesa. E confesso que isto é sempre algo que eu adoro nos restaurantes, nem que seja pela transparência que isso me transmite no serviço!

Destaco o Canneloni de frango com massa fresca, que é simplesmente delicioso, e uma das melhores sobremesas que já comi, o leite creme com gelado de caramelo e xarope de citrinos. Imaginem meio leite creme, meio gelado, numa textura totalmente diferente, mas com o queimado do leite creme… E eu nem gosto de caramelo! É de experimentar, mesmo.


Dos novos espaços em Lisboa, que me recomendam conhecer? Sinto sempre que ainda há imenso para experimentar… Yuuummms!