Bem, não é novidade que eu respiro música por todos os meus poros. E nos últimos tempos, tenho partilhado mais das minhas inspirações musicais convosco. A minha playlist – que inicialmente servia apenas para eu ouvir no trabalho ou receber os meus amigos aqui em casa – já está nos Spotify’s de alguns de vocês, aqui pelo blog também já tem surgido mais conteúdo musical… E porque não continuar?

Por isso mesmo, hoje trago-vos mais quatro novidades que me enchem o ouvido! Afinal, o que é bom merece ser partilhado!

#1. This is America, do Childish Gambino

I mean, era óbvio que ia começar aqui, certo? O Gambino é dos meus artistas favoritos. Correção: o Donald Glover é dos meus artistas favoritos! Não há nada que este homem faça que não seja exímio. E o seu lado musical, como Childish Gambino, tem sempre um soft spot no meu coração. Não há semana em que não ouça o álbum Because The Internet – que é capaz de ser dos meus álbuns favoritos ever.

Regressa com duas músicas – This Is America e Saturday – e com um vídeo bem polémico e controverso. Podia falar-vos muito sobre ele, mas já o fiz para a Punch Magazine e quero que vão lá ler, vá – aqui!

#2. Bloom, do Troye Sivan

Lembro-me de descobrir o Troye há coisa de três ou quatro anos, enquanto o via num programa de televisão super randómico, num zapping. Fiquei encantada com a voz dele e descobri que era um miúdo que estava a ser descoberto no YouTube, no mundo das covers. Estive meses e meses viciada no seu álbum e sempre a desejar que ele, um dia, parasse aqui em Portugal.

Não parou – ainda. Mas cresceu, saiu do YouTube, gravou novas músicas, colaborou com novos artistas… E está melhor do que nunca. Bloom saiu há umas semanas e é uma música de primavera, autêntica! O feeling é tão bom… Impossível não sorrir com esta música! E apaixonem-se por ele, como eu me apaixonei! Precisamos que ele venha cá!

#3. Not Always, da Ama Lou

Escrevam o que vos digo: esta miúda vai rebentar, mais dia menos dia! Cheguei até ela pelos stories da Jorja Smith – que me partiu o coração quando cancelou a sua vinda ao Super Bock Super Rock – porque é ela que está a fazer a primeira parte de todos os concertos da Jorja. E eu entendo porquê… O som das duas é muito semelhante e igualmente encantador. A Ama tem uma voz madura mas muito bonita e fluída, ao mesmo tempo.

E se, com apenas 19 anos, já anda a abrir os concertos da Jorja – que eu também acho que merecia muito mais hype do que tem porque é amaaaaaazing! – nem quero imaginar o que será daqui a uns anos. Muito sucesso!

#4. New Light, do John Mayer

Sejamos honestos aqui: passem os anos que passarem, eu vou sempre adorar a música que este homem faz. Além de ter uma voz incrível (que esteve escondida durante uns anos graças a uma doença nas cordas vocais), é um guitarrista brilhante e, descobri há pouco tempo, um super comediante nas suas Insta Stories!

Depois das músicas dedicadas à sua ex Katy Perry, eis mais uma música de amor dedicada a um alguém – a Katy novamente, John? Um pedido de segunda oportunidade, de uma nova luz e o ritmo a que ele sempre nos habituou. Música de fazer as miúdas apaixonarem-se, sabem? Confesso: acrescentei-a à minha playlist logo no primeiro minuto de música. Tinha saudades dele, honestamente.

Podia acrescentar-vos aqui mais umas quantas sugestões. Tenho descoberto muita coisa nos últimos tempos e quero partilhar tudo tudo. O que andam vocês a ouvir?