No decorrer do ano passado, recebi uma mensagem da Beatriz Pessoa no meu Instagram. Achei curioso porque é que a Beatriz quereria falar comigo porque, embora eu goste muito de música, creio que não lhe chegaria assim aos ouvidos. E qual não foi a minha surpresa quando percebi que ela queria que eu a ajudasse no vídeo do seu novo single, o Feminina.

Depois de ouvir a música, perceber o manifesto e toda a mensagem que a Beatriz queria passar, só fazia sentido estar presente com ela. A luta pelo feminismo e pelos direitos iguais não termina e há estigmas que precisamos de tirar de cima disto de ser mulher. 
A nós juntaram-se a Xana, a Mariana e a Cátia – todas com algo para dizer sobre isto de ser mulher nos dias de hoje para entrar num vídeo lindo realizado pela Cláudia Batalhão.

Eu quero ser o que quiser, ser feminina, ser forte e ser jasmim.

Ser feminina, ser forte e ser jasmim. - Malmequer

Fotos: Manuel Lino


O resultado ficou ainda melhor do que eu imaginava, nesta ode à mulher e ao que somos juntas. Que ser feminina não é ser frágil, que ser deliciada não é ser pequena. Pelo contrário, é sermos o que quisermos! Sermos fortes e até sermos jasmins. E eu não podia estar mais feliz por fazer parte deste movimento tão bonito.


Obrigada Beatriz pelo convite que nunca pensei que pudesse um dia chegar. Mas que sinto que fez todo o sentido. E à Cláudia pela visão linda, ao Ruben por nos vestir tão bem, ao Eduardo pelas maquilhagens de babar e ao Manuel pelas fotos incríveis de toda a gravação.