É certo que o dia dos namorados não passa de mais uma altura consumista onde mimamos que mais gostamos recorrendo, muitas das vezes, a aspectos materialistas. Mas sejamos sinceros… Quem não gosta de receber um miminho de vez em quando? Não que seja necessário uma data especial para tal, mas já que há, porque não mimar quem mais gostamos, os nossos homens?
Por cá vamos ficar-nos por um jantar a dois e guardar o dinheiro para planos futuros. Afinal, é bom oferecermos prendas, é claro. Mas também podemos aproveitar para investir em planos a dois. Não que eu não gostasse de uns mimos, mas isso fica para outro post…